Impressões sobre a Cidade do México

A capital mexicana tem nada menos do que 8 milhões de habitantes. Com a região metropolitana, são mais de 20 milhões! É a quarta maior metrópole do mundo e a primeira das Américas.

Esses números já dão uma ideia do que encontrar: muita gente indo e vindo em qualquer lugar em que esteja e um trânsito impossível, com distâncias enormes a percorrer de um bairro a outro.mexico

Ficamos quatro dias na capital e optamos por alugar um carro por estarmos com uma criança pequena, por isso não usamos o transporte público que dizem que funciona bem.

Trânsito – Quanto ao trânsito, pudemos comprovar que de fato é caótico (na nossa opinião, pior do que São Paulo) pela quantidade de veículos e pela falta de respeito generalizada às leis de trânsito. Vimos muitos motoristas furando sinais, fazendo conversões perigosas, buzinando por qualquer coisa, enfim, dirigindo muito mal e perigosamente. Não foi uma experiência muito boa.DSC09221

Roteiro – A cidade é repleta de atrações culturais e gastronômicas, um prato cheio para nós, turistas. Tivemos dois dias inteiros para desbravar a cidade e um terceiro dia para conhecer as pirâmides de Teotihuacan, que ficam em uma cidade vizinha, e foram dias intensos.

Comida – Todos os dias comemos muito bem, mas “estranhamos” (entre aspas pois não digo no sentido ruim da palavra) os pratos e sabores, muito diferentes do que conhecemos por aqui como “comida mexicana”. Na verdade, o que comemos no Brasil é o que se chama de Tex-Mex, um mix de influências norte-americanas e mexicanas, que é muito diferente da comida do dia a dia dos mexicanos nativos.IMG_7444

A guacamole, por exemplo, é muito menos temperada, leva basicamente abacate. Enquanto a nossa leva muito limão, tomate e cebola.

Moeda – Os preços são maravilhosos para nós. Comida, ingressos para as atrações culturais, hotel… é tudo muito barato na conversão. Isso na Cidade do México, é claro, pois em Cancun o cenário é outro.

Enfim, ir ao México e não conhecer a Cidade do México é um desperdício culturalmente e gastronomicamente falando. Foi lá que pudemos de fato conhecer a cultura mexicana e a realidade da maioria de sua população, com todos os seus problemas e prazeres.

Obs: Na semana em que voltamos para o Brasil, aconteceu o terremoto de 19 de setembro de 2017 que destruiu a cidade e deixou centenas de mortos. Nossa viagem sempre ficará marcada por esse episódio. Agradecemos a Deus por ter nos poupado por questão de horas desse terrível desastre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s