Temporada de furacões no Caribe: ir ou não ir?

Se você está na dúvida se enfrenta ou não a temporada de furacões, recomendo que leia este post até o final e tire as suas conclusões pela nossa experiência.

Todo mundo sabe que tem furacão no Caribe. Mas nem todo mundo lembra que a temporada começa em junho e só termina em novembro (isso mesmo, são seis meses!). Menos gente ainda sabe que o pico acontece nos meses de agosto e setembro.

Claro que isso não significa que haverá um furacão justamente no meio da sua viagem. Eles não acontecem obrigatoriamente todos os anos e nem em todos os lugares do Caribe.

Acabamos marcando as nossas férias bem no período de final de agosto e início de setembro (isso mesmo, no pico!) e, em vez de escolher um dos países do Caribe que ficam fora da rota de furacões, como Aruba, Curaçao e San Andres, que ficam ao Sul, compramos no impulso passagens para o México.

Só depois de compradas as passagens é que começamos pesquisar a fundo esse tal de furacão, mas quanto mais pesquisávamos mais nos tranquilizávamos pois não passava um furacão na Riviera Maya (onde ficaríamos) desde 2011. Fomos confiantes de que não passaríamos por nenhum perigo. Mal sabíamos!

Pegamos justamente o ano do pior furacão dos últimos tempos, o Irma, que devastou diversas ilhas do Caribe (justamente as que tínhamos acabado de visitar em fevereiro) e provocou a evacuação completa de Miami e região.

Apesar do Irma não ter passado perto do México, passamos momentos de muita tensão pois, simultaneamente, surgiram outros dois furacões, o José e o Katia, esse último muito perto da costa leste mexicana.

rédito: https://financialtribune.com/

Dias antes, outro furacão, o Lidia, havia se formado na costa oeste, provocando imensas chuvas que conseguiram deixar debaixo d´água até o aeroporto da Cidade do México, onde passamos os primeiros três dias de nossa viagem. Escapamos por muito pouco do caos. Nosso vôo para Cancun saiu da Cidade do México no final da manhã e a chuva que alagou o aeroporto aconteceu no final daquela tarde.

O estado do aeroporto com as chuvas (Crédito: http://www.prensalibre.com)

Nenhum furacão de fato passou perto de Cancun, porém o tempo permaneceu instável e pegamos dois dias de chuva intensa, de não conseguir sair de casa. É sempre calor, mas as nuvens carregadas nos acompanharam por muitos dias, estragando algumas paisagens.

Mas o que realmente não compensou nessa “aventura” foi a tensão que passamos. Nos últimos três dias, todos ficávamos ligados nas notícias, para saber se os furacões tinham mudado de rota ou se tinha surgido mais um furacão!

Pior ainda: duas amigas que estavam conosco nesta viagem e fariam uma parada em Miami acabaram tendo que cancelar o roteiro e ficaram horas e horas no telefone com a American Airlines para remarcar a passagem.

Resumo: não vale a pena enfrentar a temporada de furacões! Faça de tudo para viajar entre os meses de dezembro e maio, para não correr nenhum risco de tempo ruim e muito menos de furacões!

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s