Pirâmides de Teotihuacan – México

A cerca de 50 km da Cidade do México está a cidade sagrada de Teotihuacan, patrimônio mundial da humanidade pela Unesco pelo seu inestimável valor histórico.

Teotihuacan (nome asteca que significa “o lugar onde os deuses foram criados”) foi construída entre os séculos 1 e 7 e possui como marca registrada as pirâmides do Sol e da Lua, a primeira a mais imponente com 65 metros de altura.

Antes de visitar o México e nos aprofundarmos na história de Teotihuacan, achávamos que a cidade havia sido construída pelos astecas, mas na verdade foi uma civilização anterior que deu origem a ela.

Em seu auge, estima-se que a cidade chegou a contar com mais de 100 mil habitantes, por volta do século 5. Três séculos mais tarde, a cidade foi destruída e abandonada, sendo ocupada por várias civilizações ao longo dos tempos.

O crescimento da cidade foi motivado pela adoração ao Sol e à Lua. Os senhores daquele tempo construíam seus adoratórios e, quando morriam, eram enterrados ali e, sobre eles, construíam-se as pirâmides.

A visita a Teotihuacan pode ser feita em uma manhã tranquilamente. Há vários portões de acesso, cada um próximo a uma das atrações. Como estávamos de carro, pudemos optar pelo portão mais próximo ao Museu da Cultura Teotihuacana e à Pirâmide do Sol e foi uma ótima escolha, pois próximo ao museu há banheiros, máquinas de bebidas e lugares na sombra para descansar.

É possível subir ambas as pirâmides até certo ponto. É preciso disposição pois as escadas são bem irregulares e altas. Da Pirâmide do Sol, temos uma bela visão panorâmica da cidade, pois ela está posicionada bem ao centro dela.

A Pirâmide tem sua fachada voltada ao pôr do sol, o que reforça a tese de que foi construída em homenagem ao Sol. Um fato curioso é que, nas escavações, foram encontrados inúmeros esqueletos de crianças, levando a crer que a Pirâmide também era um lugar de oferenda e sacrifício de crianças ao Deus das Tormentas.

Uma vista ainda mais impressionante se tem do topo da Pirâmide da Lua. Como ela está situada bem no final da cidade, é possível admirar o imenso corredor chamado de Avenida dos Mortos e todas as construções em sua extensão, incluindo a Pirâmide do Sol.

O Museu da Cultura Teotihuacana merece ser visitado pois traz muitos fatos sobre a história da cidade e uma maquete belíssima da cidade completa.

O ingresso para a Zona Arqueológica custa 70 pesos (cerca de 12 reais) e o estacionamento, 45 pesos (mais ou menos 8 reais). No site, diz que há um custo de 45 pesos para entrar com máquinas fotográficas, mas isso em nenhum momento foi mencionado. A Zona fica aberta das 9h às 17h.

Há muitos vendedores ambulantes ao longo da Avenida dos Mortos. Chega a ser um pouco irritante, mas foi ali que encontramos os melhores preços de souvenirs, negociando bastante.

Obs 1: Para quem vai com crianças pequenas, é possível e aconselhável levar o carrinho, pois as distâncias podem cansar.

Obs 2: Leve muita água na mochila, pois só há pontos de venda de bebidas próximo às saídas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s