De St. Martin a Anguilla – Dicas

Em apenas 25 minutos se faz o percurso entre as ilhas de St. Martin e Anguilla, o que torna o bate-volta totalmente possível. Os ferrys públicos saem do pequeno porto de Marigot, a capital do lado francês, a cada 45 minutos, e não é necessário comprar o ticket antecipadamente.

O valor para cada trecho é de 20 dólares e se paga uma taxa de saída de 5 dólares. Para voltar de Anguilla, além do ticket, paga-se outra taxa de 8 dólares. Sim, é muita taxa, mas devemos lembrar que se tratam de dois países distintos e, principalmente, que dependem quase que exclusivamente do turismo.

Os ferrys atracam no chamado Blowing Point Terminal, onde há grande oferta de locação de carros, o que é altamente recomendável se você tem apenas um dia na ilha e se quer economizar dinheiro também, pois os táxis cobram cerca de 30 dólares por trecho.

Pagamos 40 dólares pelo aluguel de um carro com ar condicionado e mais 20 dólares pela licença para dirigir em Anguilla, que é válido por 72h. Esta carteira é vendida pelo próprio funcionário e é preenchida a mão mesmo. De novo, temos que ser muito compreensivos e lembrar que a ilha vive do turismo e que taxas como essa são importantes, apesar de totalmente desnecessárias…

Por ser uma ilha de colonização inglesa, a direção é do lado direito, o que dá um friozinho na barriga. É preciso bastante atenção a todo momento, principalmente para não errar o lado correto da pista. As ruas de Anguilla são muito tranquilas, com pouco trânsito, ao contrário de St. Martin/St. Marteen, que é mais movimentada.

Roteiro

Se você só tem um dia em Anguilla, não tenha dúvidas, vá direto para Shoal Bay East, a praia mais linda e famosa da ilha. Fica a 13 km do Blowing Point. Difícil é querer sair de lá, mas o esforço compensa pois as outras praias da ilha são maravilhosas também.

Conhecemos mais três praias sensacionais: Meads Bay, Maundays Bay e Rendezvouz Bay. Todas ficam do lado esquerdo da ilha, que é bem comprida, e mais próximas do porto, o que facilita bastante o roteiro.

Mead Bay foi a que mais gostamos depois de Shoal Bay East, principalmente o lado direito onde há uma formação rochosa que cria uma pequena praia paradisíaca, com águas calmíssimas e transparentes, cheia de peixinhos.

No dia em que fomos, todas as praias estavam vazias e, para nós, esse cantinho de Meads Bay foi o nosso paraíso particular. Ficamos, pela segunda vez, com muita pena de ir embora.

Nossa próxima parada foi Maundays Bay, uma praia incrível e quase privada, pois fica dentro de um condomínio. O acesso à praia é feito por uma pequena passagem, escondida entre as casas. Optamos por não parar nessa praia, apenas tirar fotos e admirar rapidamente a paisagem, para seguir para o próximo destino.

Rendezvouz Bay é uma praia extensa e quase deserta, sem infraestrutura. O mar é incrivelmente azul, praticamente sem ondas. Ficamos ali até dar a hora de voltar ao porto para pegar o ferry de volta para St. Martin.

Conclusão

Das três ilhas que conhecemos nessa viagem (St. Martin/St. Marteen, St. Barth e Anguilla), esta foi a mais incrível, a mais impressionante e a que prometemos que iremos voltar para ficar pelo menos 5 dias, só curtindo as praias e relaxando. A cor do mar, a transparência das águas, a ausência de ondas, a areia branquinha… Tudo é perfeito demais.

Um dia apenas valeu muito, mas não chega nem perto do tempo que a ilha merece.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s