Saint-Tropez – França

Saint-Tropez é o balneário mais badalado da Côte d´Azur e deve muito da sua fama à atriz francesa Brigitte Bardot. Em 1956, a polêmica atriz, símbolo sexual da época, causou furor com o filme E Deus Fez a Mulher, passado na cidade, para onde se mudou nos anos 1960.

Milionários e celebridades de todo o mundo, desde então, passaram a frequentar o pequeno balneário. Seus clubes à beira-mar são famosos e disputadíssimos na alta temporada. São lugares caros onde o principal interesse é ver e ser visto.

Para quem procura tranquilidade e não balada, Saint-Tropez continua sendo um passeio imperdível, pois as suas praias são super agradáveis, com águas calmas e cristalinas e grandes faixas de areia. A praia Tahiti é a mais famosa delas, pois foi justamente onde foram filmadas as cenas do filme de Brigitte Bardot.

françaA praia fica a cerca de cinco quilômetros do centro de Saint-Tropez e, para chegar de carro, é preciso muita atenção para não se perder, pois a estrada não é bem sinalizada. Vale a pena levar um GPS. Uma dica valiosa é que há um grande estacionamento público gratuito quase chegando na areia da praia, com uma placa “Plage publique” indicando a entrada. Antes dele, há vários estacionamentos pagos, que enganam direitinho os turistas de primeira viagem, como nós!

françaA cidade em si é charmosa, como todas as outras cidades da Côte d´Azur, especialmente o porto.

françaVale a pena dar uma caminhada e apreciar o clima.

françaEm função do trânsito, que é intenso neste trecho da Côte d´Azur, vale a pena se hospedar na cidade se o objetivo é curtir as praias de Saint-Tropez. Não vale a pena para quem está em Nice, por exemplo, ir e voltar no mesmo dia, a não ser que seu desejo seja apenas passar pela cidade. Fizemos este roteiro em junho de 2013 e pegamos tanto trânsito a partir de Cannes e, principalmente, após Saint-Raphael, que acabamos curtindo muito pouco Saint-Tropez.

O trecho que contorna o Golfo de Saint-Tropez passa no meio das cidades, com milhares de faixas preferenciais para pedestres, obras em andamento e trânsito intenso de veículos em faixa simples. Para voltar, o trânsito era tão grande que resolvemos pegar um caminho muito mais longo e pedagiado para não perder horas no congestionamento.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s